Somos uma empresa integrada de energia. Não só contribuímos para toda a cadeia de valor do petróleo e do gás natural, como nos orgulhamos de ter um papel ativo na mudança de paradigma energético, através da expansão dos nossos negócios de geração de energia renovável. Somos o maior produtor ibérico de energia solar e líder do nosso setor nos principais índices mundiais de sustentabilidade.

Trabalhar na Galp é trazer mais energia ao mundo. É ter a ambição de construir o futuro num setor em profunda transformação, cada vez mais eficiente e sustentável. É fazer parte de uma equipa onde acreditamos que juntos chegamos mais longe.

Somos 4 geografias, 49 nacionalidades, mais de 6000 experiências por partilhar. Valorizamos e incentivamos as nossas pessoas a impulsionar o progresso através da melhoria contínua e da inovação, promovendo oportunidades nas diferentes áreas de negócio e geografias.

Procuramos pessoas com força, paixão, determinação e visão, para fazerem parte do nosso crescimento. Aceita o desafio?

Operador/a de Cais (CLT)

 

Missão

 

Integrado na equipa da CLT, será responsável por executar e auxiliar na execução de operações específicas da actividade do Porto de Sines, nos limites dos conhecimentos adquiridos, de acordo com as instruções recebidas e as normas aplicáveis, cooperando para o bom funcionamento da equipa de turno e contribuindo para a máxima eficiência e segurança de pessoas e a integridade dos equipamentos.

 

Responsabilidades

 

  • Conduzir as bombas e compressores do Terminal, executar rotinas da máquina, registar observações e medições realizadas;
  • Ligar e desligar dos braços de carga aos navios, no acompanhamento e na interpretação da informação disponível, assumindo as operações consequentes de carga/descarga a participando na rotação dos Operadores nos Postos;
  • Apoiar na execução, as manobras para a operação de carga e descarga , abastecimentos e transferências utilizando os equipamentos e os meios de controlo disponíveis;
  • Executar as rotinas de vigia do comportamento dos navios ao cais, particularmente dos meios de acesso ao navio, das defensas e da amarração, reportando superiormente.

 

Pretendemos

 

  • 12º Ano de escolaridade;
  • Curso Técnico Profissional nível IV nas vertentes de Mecânica ou Electromecânica (fator preferencial);
  • Disponibilidade para trabalhar por turnos (fator obrigatório);
  • Conhecimentos de informática a nível de utilizador (Office);
  • Conhecimentos de Inglês;
  • Experiência profissional em terminais marítimos (fator preferencial).

 

Data limite de candidaturas:

16 de junho de 2021

 

 

 

Compromisso com a diversidade

Na Galp fomentamos a igualdade de oportunidades e de tratamento das pessoas independentemente do género, da religião ou crença, de deficiências, da idade, da orientação sexual, da origem e da raça. Acreditamos que igualdade cria valor e que fortalece a cultura do Grupo.

Ingressei na Galp/Petrogal em 2014 e desde então tenho trabalhado com os ativos de Potiguar offshore. No segundo ano de empresa, também me tornei TCR destes ativos e pude compreender um pouco mais além da área técnica. Têm sido anos de intenso aprendizado, com reuniões, horas em frente a estação de trabalho, acompanhamento de poços e por vezes participação de outros projetos, como avaliação de outros activos, o que me deixa muito feliz em ter a possibilidade de ver novas áreas, geologia diferente e talvez a possibilidade de ajudar a empresa a aumentar seu portfólio com boas oportunidades… Concomitantemente, ao meu crescimento profissional, vivenciei a mudança da presidência da empresa, da sede para o Rio de Janeiro, dos valores e da missão. Foram anos de cursos, muito trabalho, aprendizado e acompanhamento para se adequar a nova forma de trabalho. Dentre os pontos positivos de trabalhar na Galp/Petrogal, destaco o bom tratamento com os colaboradores, sempre humanizado e com a compreensão que em certos momentos da vida são necessários, a parceria entre os colegas, reconhecimento do trabalho executado e sólido portfólio. Ainda sobre a relação com os colegas, posso dizer que na maior parte das vezes é colaborativa, sempre há alguém disposto a te ajudar com uma boa ideia ou sentar ao seu lado para discutir um problema de modo a saná-lo.

Patricia Takayama